Acesso Restrito a Associados:

Busca no site:
Compartilhe
Notícias

Tecpar deverá produzir medicamentos em parceria com Ministério da Saúde

Data: 06/08/2015

A equipe de profissionais do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) que viajou à Europa para conhecer empresas com as quais o instituto tem parcerias começa a preparar as apresentações de defesa dos projetos junto ao Ministério da Saúde. Com as companhias internacionais, o Tecpar tem propostas de parcerias em análise pelo ministério para produção conjunta de medicamentos e produtos para saúde por Parceria para o Desenvolvimento Produtivo (PDP).


Com as companhias internacionais, o Tecpar tem propostas de parcerias em análise pelo ministério para produção conjunta de medicamentos e produtos para saúde por Parceria para o Desenvolvimento Produtivo (PDP).


A visita, chamada tecnicamente de technical due diligence, se deu para que a equipe avaliasse os projetos para confirmar in loco os dados disponibilizados pelas companhias. A comitiva foi liderada pelo diretor-presidente do Tecpar, Júlio C. Felix, e contou ainda com a participação do analista de tecnologia e inovação Gilberto Passos Lima e da analista de gestão em qualidade/assuntos regulatórios Alana Marielle Kluczkovski.


Entre meados de agosto e setembro, o Tecpar defenderá no Ministério da Saúde, em Brasília, oralmente, as propostas de suas parcerias, etapa fundamental para que o ministério sinta a confiança nos projetos, avalia Felix. “Tivemos um aprendizado especial conhecendo e avaliando as três empresas. Com elas, validamos nossos modelos de negócios e aproximamos as equipes que vão trabalhar diretamente nesses projetos. Com as informações coletadas, passaremos a montar a defesa dos cinco projetos nos próximos dias. Estamos convencidos de que os parceiros são os mais adequados ao Tecpar e muito confiantes na aprovação dos projetos pelo Ministério da Saúde”, salienta o diretor-presidente.


Viagem à Europa


A viagem começou pela Suíça, onde a equipe conheceu a matriz e a fábrica da empresa Sonova, com a qual o instituto tem um projeto para produção conjunta de um aparelho auditivo retroauricular e intra-aural, utilizado para auxiliar pessoas com surdez. Hoje, o Ministério da Saúde gasta R$ 75 milhões por ano com a importação do produto.


Na Espanha, a equipe do Tecpar conheceu a fábrica da empresa britânica GSK, que produz o Salbutamol, medicamento utilizado no controle da asma. Por ano, o Ministério da Saúde compra R$ 85 milhões deste medicamento para abastecer o Sistema Único de Saúde (SUS). A comitiva conheceu a linha de produção da Somatropina, um hormônio de crescimento produzido pela alemã Merck Serono. O Ministério da Saúde gasta anualmente R$ 176 milhões com a compra do hormônio.


O Tecpar firmou parcerias com as três empresas para se tornar o fornecedor oficial dos três produtos ao Ministério da Saúde, que até o final do ano deve divulgar os vencedores da concorrência.


PDP


Hoje o Tecpar atua em três PDP: a cola de fibrina, primeiro selante de fibrina obtido por rota biotecnológica com produção 100% nacional, em desenvolvimento pelo Tecpar em parceria com o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás); o projeto da Rede Cegonha, que desenvolve kits diagnóstico para monitoramento da mortalidade materna e neonatal, em parceria com a Fiocruz e a empresa privada brasileira Lifemed; e o Bevacizumabe, oncológico usado no tratamento do câncer e degeneração macular, em parceria com a empresa Biocad, da Rússia.


O Tecpar concorre ainda para se tornar o fornecedor oficial do Ministério da Saúde do Adalimumabe e Infliximabe, medicamentos biológicos usados para tratamento de artrite reumatoide, psoríase e outras doenças crônicas, em parceria com a Biocad Monoclonal.


 

(Fonte: Diário Indústria&Comércio – 04/08/2015)



Enquete

Associados

ipd-farma
Av. Churchill, 129, Grupo 1101 – Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20020-050
Tel: (21) 3077-0800 - Fax: 3077-0812