Acesso Restrito a Associados:

Busca no site:
Compartilhe
Notícias

Valetec atrai empresa de biotecnologia

Data: 24/02/2015

O Parque Tecnológico do Vale do Sinos (Valetec) passa a contar com a primeira empresa na área de Biotecnologia. Foi formalizado o ingresso, na unidade de Campo Bom, da FK Biotec, empresa nacional reconhecida pela realização de pesquisa, desenvolvimento e inovação na área de imunodiagnóstico humano e vacinas terapêuticas anticâncer.


“A presença da FK deverá atrair outras empresas de biotecnologia para o Valetec”, afirma Cleber Prodanov, que no mês passado assumiu a Pró-reitoria de Inovação da Universidade Feevale, tendo como uma das principais metas o incremento do Parque.


Com a escritura de compra e venda de uma área de 10 mil m² em Campo Bom, assinada pelo prefeito Faisal Karam e pelo diretor-presidente da FK Biotec, Fernando Thomé Kreutz, a empresa prevê para o segundo semestre deste ano o início da construção no Parque Tecnológico do Vale do Sinos.


Serão quase 3 mil m² de área construída, divididos entre o setor administrativo-comercial, a produção de saneantes biológicos e a produção de kits de diagnósticos. A estimativa é que a planta gere em torno de 200 empregos, entre diretos e indiretos.


“É importante ressaltar que esses empregos gerados são de alto impacto. Hoje, por exemplo, quase 60% dos nossos funcionários possuem doutorado”, diz Kreutz.


O diretor-presidente da FK Biotec, Fernando Kreutz, conta que uma das principais razões pelas quais a empresa escolheu o município para se instalar foi a parceria com a Universidade Feevale.


“Isso vai permitir a formação de recursos humanos, com a possibilidade de os alunos logo interagirem com o setor produtivo. Esta é uma nova indústria, de alta qualificação, de salários maiores e que demanda, obviamente, uma formação mais específica”, explica.


A parceria com a Universidade Feevale prevê a viabilização da captação de recursos de fomento à pesquisa, desenvolvimento e inovação no valor mínimo de R$ 3 milhões, em até cinco anos.


Essa captação poderá ser composta por chamadas públicas nacionais (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação; Ministério da Saúde; Finep; CNPq; e Fapergs), chamadas públicas internacionais e recursos próprios da empresa.


A FK também deverá oferecer no mínimo uma bolsa em nível de mestrado ou doutorado para a Feevale na área de gestão, tecnologia ou relacionada a atividades de pesquisa da empresa.


Atualmente, o Brasil não produz biofármacos, o que causa um déficit no País. Mesmo assim, só a indústria de diagnóstico e biofármacos – que estará contemplada na planta industrial da FK no Valetec – movimenta R$ 10 bilhões por ano no País.


O projeto da FK Biotec para o Parque Tecnológico do Vale do Sinos está focado, inicialmente, na produção de kits de diagnóstico, de saneantes biológicos e, provavelmente, também de biofármacos.


Entre os produtos que serão industrializados estão novas tecnologias para combate à febre chikungunya, com a produção de três produtos que utilizam a nanotecnologia: inseticidas, repelentes e larvicidas.


A FK Biotec foi criada em 1999. Vinculada ao Programa Inovar da Finep, a empresa é considerada um marco para a indústria de biotecnologia do País, por ter sido a primeira empresa da área a receber capital de risco.


Na unidade de Campo Bom do Valetec estão instaladas 18 empresas, que geram 450 empregos diretos. Já na unidade de Novo Hamburgo estão nove empresas, que geram 30 empregos diretos.


 

(Fonte: Baguete – 20/02/2015)



Enquete

Associados

ipd-farma
Av. Churchill, 129, Grupo 1101 – Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20020-050
Tel: (21) 3077-0800 - Fax: 3077-0812