Acesso Restrito a Associados:

Busca no site:
Compartilhe
Notícias

Instituto Vital Brazil vai produzir, em 2015, 320 mil ampolas de soro

Data: 06/01/2015

O Instituto Vital Brazil (IVB), localizado no bairro de mesmo nome em Niterói, é referência na produção do soro contra veneno de animais peçonhentos em todo o País e promete quadriplicar a quantidade de remédios em 2015. De acordo com o presidente da instituição, Antônio Werneck, hoje são aproximadamente 80 mil ampolas do medicamento sendo produzidas, enquanto que este ano serão 320 mil ampolas. Além disso, Werneck adiantou que em 10 meses Niterói passará a produzir o medicamento ‘Octreotida’ solução injetável, que é utilizada no tratamento de combate à acromegalia (ou gigantismo), que atinge mais de 7 mil brasileiros.


A produção da Octreotida faz parte de um termo de compromisso entre o Vital Brazil e o Ministério da Saúde, firmado em abril de 2010, que garante a compra do medicamento que será distribuído aos pacientes através do Sistema Único de Saúde. O SUS gastou cerca de R$ 60 milhões com o medicamento importado. Segundo Werneck, o medicamento estava sendo desenvolvido há cinco anos.


“Nossa estimativa é que o remédio seja aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), ainda no primeiro semestre, e então o lote piloto será distribuído. Após seis meses nós faremos o teste clínico com os pacientes que utilizaram o medicamento. Acredito que em outubro nós produziremos a Octreotida”, disse o presidente do IVB.


Ao passar a comprar do Vital Brazil, o SUS terá redução de 15% dos gastos no primeiro ano e 5% nos anos seguintes, o que resulta em uma economia de mais de R$ 53 milhões, em cinco anos, para o Ministério da Saúde. São recursos que poderão ser utilizados em outros setores da saúde.


Produção

 

Ainda de acordo com Werneck, o Instituto Vital Brazil produz hoje cerca de 80 mil ampolas de soros antipeçonhentos, antitetânico e antirrábico. Com a inauguração de um novo laboratório moderno em dezembro desse ano, o instituto terá aumento da capacidade de produção de soros, a diminuição do risco de contaminação microbiana e a melhoria da eficiência na produção.


“O soro é feito em três grandes etapas: produção do plasma, produção do concentrado de imunoglobulina e envase de ampolas. A primeira parte é realizada na Fazenda Vital Brazil, na mais moderna central de produção de plasma do País, construída em 2010, e agora estamos em obra para adequar e unir as duas outras etapas para que o produto final seja ainda melhor”, disse ele.


No dia 28 de abril, o IVB comemorará os 150 anos do cientista mineiro que dá nome à instituição. Médico e sanitarista, Vital Brazil foi um dos pioneiros na pesquisa de toxinologia nas Américas e de medicina experimental no Brasil. Eventos acontecerão em Niterói eem Minas Gerais.


 

(Fonte: O Fluminense – 04/01/2015)



Enquete

Associados

ipd-farma
Av. Churchill, 129, Grupo 1101 – Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20020-050
Tel: (21) 3077-0800 - Fax: 3077-0812