Acesso Restrito a Associados:

Busca no site:
Compartilhe
Notícias

IVB vai produzir novo medicamento

Data: 28/08/2014

O Instituto Vital Brazil comemora a produção, na última terça-feira (26/08), do lote piloto da Octreotida solução injetável, medicamento utilizado no tratamento da acromegalia que atinge mais de 7 mil brasileiros. A produção é uma parceria entre o Instituto e a Hygeia.


“O medicamento é uma das parcerias de desenvolvimento produtivo assinados com o Ministério da Saúde para entrega à população por meio do Sistema Único de Saúde. É uma grande conquista”, disse o presidente do Instituto, Antônio Werneck.


A produção da Octreotida faz parte de um termo de compromisso entre o Vital Brazil e o Ministério da Saúde, firmado em abril de 2010, que garante a compra do medicamento produzido pelo instituto.


O acordo prevê a fabricação verticalizada, que é o desenvolvimento do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), produção e registro do medicamento.


O Ministério da Saúde, por meio desses acordos de compromisso, estimula a produção nacional de insumos farmacêuticos ativos e medicamentos dentro de uma estratégia do que ele precisa comprar, que garanta a independência tecnológica. Historicamente, o Brasil depende de aproximadamente 85% de IFAs estrangeiros.


“No contexto da política do Complexo Industrial da Saúde marcada pelas PDPs, a produção dos lotes pilotos da Octreotida é um marco no que diz respeito à consolidação de um modelo de negócio extremamente inovador”, disse Clarice Pires, da Hygeia.


Para que o medicamento seja desenvolvido não basta o acordo com o Ministério da Saúde. Este prevê apenas a compra do produto final. O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, financiou parte da pesquisa, uma parceria entre o Vital Brazil, a Hygeia e a UFRJ.


Em 2013, o Sistema Único de Saúde gastou cerca de R$ 60 milhões com o medicamento importado. Ao passar a comprar do Instituto Vital Brazil, o projeto prevê a redução de 15% dos gastos no primeiro ano e 5% nos anos subsequentes. Isso resulta em uma economia de mais de R$ 53 milhões, em 5 anos, para o Ministério da Saúde.


Para 2015, o projeto prevê o fornecimento dessa apresentação (injetável) para o Ministério da Saúde ainda com IFA importado e, a partir de 2018, com o IFA produzido no Brasil.


A acromegalia é uma síndrome rara causada pelo aumento da secreção do hormônio [1] de crescimento (GH). Causa crescimento desordenado nas partes moles, como mãos, pés e face. Dados do Ministério da Saúde, de 2008, apontavam para 7 mil pacientes com essa doença no Brasil.

 

 

(Fonte: O Fluminense – 27/08/2014)



Enquete

Associados

ipd-farma
Av. Churchill, 129, Grupo 1101 – Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20020-050
Tel: (21) 3077-0800 - Fax: 3077-0812