Acesso Restrito a Associados:

Busca no site:
Compartilhe
Notícias

Bahiafarma inaugura fábrica em que será produzido medicamento com a Fiocruz

Data: 30/06/2014

Começou a funcionar nesta quinta-feira (26/06) a unidade industrial da Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico, Fornecimento e Distribuição de Medicamentos (Bahiafarma), parceira do Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos/Fiocruz) na produção de Cabergolina, indicado para o tratamento do excesso de produção do hormônio feminino prolactina ou hiperprolactinemia. O medicamento é fruto de uma Parceria de Desenvolvimento Produtivo (PDP) e será o primeiro a ser produzido pela unidade, localizada no Centro Industrial de Aratu (CIA), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador.

Instalações da Bahiafarma, no município de Simões Filho

Importada atualmente da Itália e da Argentina, a Cabergolina será produzida por Farmanguinhos e Bahiafarma, ficando metade da demanda com cada uma das instituições. A previsão é de que a partir de 2018 Farmanguinhos produza cerca de 9 milhões de unidades farmacêuticas por ano. O registro do medicamento em nome da unidade foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) no dia 31 de março deste ano, por meio da Resolução nº 1150, de 28/3/14.

Com a fabricação brasileira, a expectativa é reduzir os custos para o usuário, que poderá receber o medicamento por intermédio do SUS. A fabricação nacional do Cabergolina, em especial por uma indústria pública, permitirá uma economia aos cofres públicos, já que o Ministério da Saúde vai adquirir o medicamento pela metade do preço.

De acordo com a Bahiafarma, foram investidos R$ 12 milhões na construção da nova unidade fabril. Apesar de, inicialmente, funcionar apenas para a produção de sólidos orais, a fábrica insere a Bahia, novamente, no cenário nacional como produtor de insumos farmacêuticos, condição perdida em 1996, com o fechamento da própria Bahiafarma. Portanto, além de tornar disponível o medicamento na rede pública de saúde, a iniciativa possibilita a instalação de um novo polo produtor público no mercado da saúde, o que contribuirá para a descentralização da produção nacional da indústria farmacêutica e farmoquímica para a região nordeste do País.

Após intensificação da produção do Carbegolina, está no planejamento da Bahiafarma a produção de outros medicamentos a partir de parcerias de desenvolvimento produtivo: Sevelâmer, para insuficiência renal crônica; Everolimo e Micofenolato Sódio, imunossupressores para transplantados; Etanercepte e Adalimumabe, para artrite reumatóide; Trastuzumabe, utilizado no tratamento de câncer de mama; e a vacina alergênica, para imunoterapia da asma.



(Fonte: Fiocruz - 26/06/2014)



Enquete

Associados

ipd-farma
Av. Churchill, 129, Grupo 1101 – Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20020-050
Tel: (21) 3077-0800 - Fax: 3077-0812