Acesso Restrito a Associados:

Busca no site:
Compartilhe

Eventos do Setor

Workshop: Padrões de Referência e Metodologias Analíticas em Insumos Vegetais e Medicamentos Fitoterápicos

Data Início: 19/03/2012

Data Término: 20/03/2012

Workshop:

ANVISA, INDÚSTRIAS FARMACÊUTICAS E MINISTÉRIO DA SAÚDE.

 

    Aconteceu em Brasília nos dias 19 e 20 de março de 2012 o workshop: ANVISA, INDÚSTRIAS FARMACÊUTICAS E MINISTÉRIO DA SAÚDE. Este foi o primeiro de uma série de eventos que visam promover o encontro de representantes dos setores regulador, regulado e academia incentivando uma ampla discussão e a troca de conhecimento nacional e internacional entre os profissionais atuantes na área de Produtos Fitoterápicos. O foco destes eventos está centrado no fomento a Política Nacional de Medicamentos Fitoterápicos no Brasil.

O evento teve a organização da SOBRAFITO (Sociedade Brasileira de Fitomedicina), contou com o patrocínio da Marjan Farma, o apoio da Anvisa e das empresas Finzelberg, Phytolab e ChromaDex.

O tema deste primeiro workshop foi “Padrões de Referência e Metodologias Analíticas em Insumos Vegetais e Medicamentos Fitoterápicos”. Os temas foram apresentados por especialistas nacionais e internacionais dentre eles o Dr Michael Schwarz (Phytolab), Dr Frank L Jacskch (ChromaDex), Dra Thais Guaratini (Lynchnoflora), Dr Hermann Kurt (Fizelberg), Dra Laerte Dall’Agnol (Dall Soluções), Dr Gerson A. Pianetti  (Presidente da Farmacopéia Brasileira) e Dr Luiz Alberto L. Soares (Coordenador do Comitê de “Marcadores de Fitoterápicos” da Farmacopéia Brasileira).

As palestras procuraram dentro do tema do workshop chamar atenção sobre pontos importantes do cotidiano que estão relacionados tanto com a rotina das indústrias farmacêuticas quanto com os  processos de registro de medicamentos fitoterápicos.

O primeiro dia do workshop teve palestras direcionadas especificamente aos Padrões de Referência, sua importância e conceitos comparando-os com padrões secundários, citando inclusive padrões de trabalho. Abordou-se também, dentro do tema sobre os padrões, o processo de isolamento, caracterização, documentação requerida, aspectos regulatórios, padrões farmacopeicos e ainda, questões relacionadas à identidade, potência, adulterantes e métodos analíticos. Tais assuntos foram abordados com detalhe pelos representantes dos EUA (Dr Frank L Jacskch) e da Alemanha (Dr Michael Schwarz).

Por outro lado, foi apresentada pela Dra Thais  Guaratini (Lychnoflora), uma visão do trabalho que vem sendo feito no Brasil com relação a padrões. Esta apresentação demonstrou a questão da complexidade da matriz vegetal, falando sobre marcadores, variabilidade química, isolamento e as dificuldades e limitações na  produção de padrões de referência, bem como aspectos relacionados a legislação referente ao acesso ao patrimônio genético.

Já no segundo dia, o evento teve seu foco voltado a Metodologias Analíticas, com o dia sendo iniciado com a palestra do Dr Hermann Kurth (Finzelberg) que abordou o conceito de fitoterápico na Europa e a definição e classificação dos extratos segundo a Farmacopeia Europeia incluindo padronização, dose em função da relação droga vegetal / extrato nativo (DER native), migração de metodologias espectrofotométricas para HPLC, suas vantagens e desvantagens.

Na sequência a Dra Laerte Dall ´Agnol (DALL), abordou os aspectos conceituais sobre métodos farmacopeicos e não farmacopeicos, processos de transferência de metodologias analíticas farmacopeicas, desenvolvimento e validação de metodologia e fatores críticos de um processo de validação analítica para insumos vegetais e fitoterápicos.

Logo após o almoço, o Dr Gerson A. Pianetti (Farmacopéia Brasileira) falou sobre a importância de se ter uma farmacopeia nacional, relatou sobre o histórico das Farmacopeias Brasileiras até a edição atual, explicando o trabalho que é realizado pela Comissão da Farmacopeia Brasileira (CFB) e finalizou citando os desafios que estão pela frente.

A rodada de palestras foi finalizada com a apresentação do Dr Luiz Alberto L. Soares (Farmacopéia Brasileira), que abordou a revisão das monografias de plantas da Farmacopeia Brasileira, objetivos e prioridades para a revisão e também trouxe para a discussão os objetivos e prioridades do desenvolvimento de substâncias de referência para drogas vegetais e fitoterápicas entre outros tópicos.

Este primeiro evento teve a valiosa participação dos representantes da ANVISA, Dr João Paulo Silvério Perfeito (ANVISA/COFID) e Dra Evelin Elfriede Balbino (ANVISA/COFID) que juntamente com os palestrantes muito contribuíram para uma rica troca de experiências e conhecimentos, notadamente nas mesas redondas que seguiram as palestras.



Setor: Eventos
E-mail: ipd-farma@ipd-farma.org.br
Telefone: (21) 3077-0800


Enquete

Associados

ipd-farma
Av. Churchill, 129, Grupo 1101 – Centro - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20020-050
Tel: (21) 3077-0800 - Fax: 3077-0812